SÉRGIO LUTAV

Cultura/Design
/Tecnologia

np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
Master of Arts
Culture and Technology
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
Doctor of Philosophy
Culture and Technology
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
Lead Designer
@ frog

Pesquisador e autor de projetos digitais há mais de dez anos, percebi que meus trabalhos foram úteis para inúmeros estudiosos e profissionais procurando inspiração, ajuda ou aconselhamento. Resolvi reunir um pouco disso por aqui.

Atualmente, sou design-líder na frog design. É a maior comunidade de design do mundo, parte da Capgemini, consultoria francesa de tecnologia. Como acadêmico, meus trabalhos em arte e pesquisa foram apresentados em Barcelona, Berlim e no MIT.

Escrevo sobre as interseções entre sociedade, cultura e tecnologia. Como é, afinal, habitar o thriller tecnológico do mundo de hoje?

PROJETOS RECENTES

SobreMatar-hi-v01.jpg
PROJETO DIGITAL / IMPRESSO /
COLETÂNEA DE CONTOS

Conjurando espíritos 

O editor Paulo Sandrini reuniu dez autores paranaenses para uma coleção literária.

Meus doze contos falam sobre o horror dos deslocamentos: figuras à deriva em mundos absurdos, avessos e inexplicáveis.

 

O flerte é entre horror e o thriller existencial — uma invasão alien numa favela, um supermercado infinito, um navio-fantasma perdido, o lançamento de uma missão espacial transmitido pelo SBT.

Em parceria com o artista André Kitagawa (ilustrador de HQs e diretor da peça Gravidade Zero), surgem doze demônios e um projeto interativo com alguns dos contos livres para leitura: lutav.com/Invocar.

O projeto é interativo, e os usuários podem conjurar espíritos para desafetos — de crushes no Tinder à família Bolsonaro.

Como Invocar o Diabo e Conjurar Espíritos Baixos. Geração PR10. Editado por Paulo Sandrini, Kafka Edições. Curitiba, 2019.
FICÇÃO / CONTO

Manifestante

 

O escritor Sérgio Tavares convidou autores para a troca de postais, e contos inspirados nestas correspondências. 

Meu conto "Manifestante" se inspira no postal enviado da China pelo escritor e diplomata Mário Araújo.

No ápice da pandemia, um manifestante político desperta no que parece ser Wuhan. Confusão mental, alucinação coletiva ou conspiração?

Lutav, Sérgio. “Manifestante.” Antologia Postais por Sérgio Tavares. The Quarentena, 2020.
the.jpg?w=148.jpg

"As sirenes continuavam, saíram do bairro, os observadores mascarados deram espaço para a passagem, ele avistou o vira-lata outra vez, e trafegaram para fora do formigueiro. Sentia a temperatura baixar, vendo céu cinza e fios elétricos pelas janelas, e compassando-se com a respiração dos astronautas. "

Screen Shot 2021-04-05 at 15.54.32.png
FICÇÃO / IMPRESSO / ROMANCE

Um thriller psicológico à beira da estrada

 

Após um acidente de carro, uma arquiteta se convence de que é outra pessoa. Decidida a reparar o engano, a personagem volta à estrada numa jornada que vai além do acidente em si.

"Entre ações precisas, doses de humor negro e imagens que abrem cavernas no inconsciente, o livro leva a certa perplexidade e, ao mesmo tempo, profunda lucidez.

(...) Como uma epifania que se fecha aos poucos, como as possibilidades que se entopem pela areia do tempo, o thriller alucinatório de Capricórnia  também se completa."

Helena Machado, dramaturga e escritora, na orelha do livro.

Capricórnia. Editora Patuá. São Paulo, 2015.

Screen Shot 2021-04-06 at 11.14.49.png
FILOSOFIA DA TECNOLOGIA / TEORIA / ENSAIOS

Sete episódios discutindo pensamento, semiótica e redes sociais

Heidegger, Deleuze, Foucault, Umberto Eco e outros pensadores refletidos na mitologia criada pelas novas interfaces.

 

Indo além de motivações comerciais ou pessoais, a mitologia da interface cria e retroalimenta uma narrativa sobre si mesma. Qual o efeito de uma story, ao invés de um post? Qual meia-vida reminiscente de uma live? Que efeito cada filtro cria, em particular, sobre a imagem de um cotidiano qualquer?

 

O novo modo em que existimos é debatido à luz do pensamento contemporâneo.

Em captacão de recursos.

MITOLOGIAS DA INTERFACE

2021     Primeira temporada

SEMI-FICÇÃO / PERGUNTAS E RESPOSTAS

O Sentido da Vida Segundo as Máquinas

No futuro há uma entidade, e ela se chama Poder.

Como as máquinas responderiam às nossas prosaicas perguntas existenciais? O quanto é possível apreender a partir da observação de um ente exterior, tecnológico, vivendo na pós-singularidade?

Num exercício pungente e desconcertante, perguntas são respondidas por uma perspectiva estritamente mecânica. O quanto há de verdade na profecia das máquinas?

Fish
ROMANCE

Bolha

 

Duas famílias partilham um fim-de-semana. As tensões aumentam quando as divergências ideológicas, aparentemente moderadas, começam a se inflamar.

 

Texto inspirado em excertos, postagens, ameaças e notícias falsas disseminadas em grupos de WhatsApp.

Screen Shot 2021-04-06 at 23.00.15.png
FILOSOFIA DA TECNOLOGIA / ENSAIOS

VIDA-PIXEL

ENSAIOS SOBRE A NATUREZA DIGITAL
 

TEORIA & TECNOLOGIA

paramedia_book_mockup02_edited.jpg
FILOSOFIA DA TECNOLOGIA / TEORIA / LIVRO-TESE

Texto e contextos na rede social: como a teoria do paratexto se transmutou?

 

A teoria do paratexto, de Gerard Genette, observa os elementos que cercam o texto e ajudam o leitor a identificá-lo e avaliá-lo para, só então, consumi-lo. A capa de um livro é seu exemplo clássico.

Mas como isso se dá no texto social? Que novos papeis surgem para o autor, para o público e para a própria interface que publica o texto? Se compartilho um post e acrescento um prefácio, como dar conta desse paratexto? 

Esta coletânea de artigos explora autoria na rede social e oferece uma taxonomia para lidarmos e debatermos o texto social.

Tavares, Sérgio. Paramedia — Thresholds of the Social Text. University of Jyväskylä, 2017.

Jyvaskylan_Yliopisto_401x301_edited_edit
FILOSOFIA DA TECNOLOGIA / TEORIA / LIVRO

Paradigmas e paradoxos e poder: vetores na prática e no ensino da escrita

 

Editei este volume acadêmico sobre escrita, onde também assino um artigo sobre autoria e rede social.

 

O volume discute formas de autoria, pedagogia, prática e transferência da escrita. A coleção de artigos é coletada pela conferência On Writing, em Salzburg, na Áustria.

Editado em 2013 pela ID Press e reeditado em 2019 pela Brill.​

Tavares, Sérgio, editor. Why Do We Write as We Write? Paradigms, Power, Poetics, Praxis. 2nd version, Brill, 2019, Brill Publishers, brill.com/view/title/38575?contents=toc-43627.

This volume was first published by Inter-Disciplinary Press in 2013.

chw8dh9q-1384389566.jpeg
FILOSOFIA DA TECNOLOGIA / TEORIA / ARTIGO

O que a Yoko Ono comeu no café da manhã?

 

Este ensaio provocativo debate os elementos presentes nas contas de Twitter de celebridades, em comparação com o usuário "comum". Nas redes sociais, autoria é um conceito que difere de acordo com a percepção que cada escriba tem de sua própria "obra".​

Apresentado na última edição da Media In Transition, conferência mundial de mídia e tecnologia no MIT (Massachusetts Institute of Technology). Cambridge, MA, EUA.

np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
Seleção oficial
Media in Transition 8

Tavares, Sérgio. “Media in Transition 8.” Massachusetts Institute of Technology, What Did Yoko Ono Had for Breakfast? Authorship and Social Media, 2012.

Image by Federica Galli
HISTÓRIA DA INTERNET / TEORIA / ARTIGO

Era uma vez a Internet: como eram as discussões filosóficas nos anos 2000

 

Este artigo foi publicado em 2007, e voltou a receber leitores e discussão acadêmica em 2021. Traz excertos dos canais #filosofia e #philosophy do Internet-Relay-Chat (IRC), num comparativo entre o canal brasileiro e o internacional. 

No Brasil, discutia-se clássicos gregos, sociologia, comunismo e religião. Referências a Olavo de Carvalho e carteiradas sobre currículos eram comuns. Farpas e barracos não eram raros. 

A comunidade internacional, por sua vez, era estoica e anônima. Impessoal, mas amistosa, discutindo filosofia clássica, sociologia, capitalismo, matemática, física e astronomia.

O texto, hoje, serve de parâmetro e historiografia da internet nos anos 90.

np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p

Tavares, Sergio, et al. “O Internet-Relay-Chat Como Ferramenta De Formação De Comunidades De Conhecimento Na Internet.” EducaOnline, vol. 3, no. 1, Jan. 2009, doi:ISSN: 1983-2664.

 

ARTE & TECNOLOGIA

/ARQUIVO

ARQUIVO
ARTE E TECNOLOGIA / LIVRO DIGITAL

Novel

 

Um romance investigativo onde o protagonista decifra mensagens em grandes volumes de texto, publicado numa única página — colocando o leitor na mesma condição do detetive.

SF MoMA
Tumblr
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
Screenshot%202019-05-08%20at%2016.02_edi
1/2
ARTE E TECNOLOGIA / LIVRO DIGITAL

Uma provocação entre os Mais Vendidos: o Novo Testamento Segundo Elvis Presley

 

O Novo Testamento na íntegra, protagonizado por Elvis Presley como Jesus, Kim Kardashian como Maria Madalena e Lady Gaga como Satanás.

BEST

SELLER

Entre os 15 mais vendidos (EUA) em Bíblias Contemporâneas!

ARQUIVO ARTE E TECNOLOGIA / SIGNIFICANTE E IMAGEM

Imagens do inconsciente digital

 

Esta instalação de new media art foi concebida em Macromedia Flash, e dispunha palavras abstratas em tela cheia.

Ao clicar num termo, o usuário visualiza as ocorrências do Google Imagens.

O caráter coletivo e efêmero levanta inúmeros questionamentos. Quando clicamos em "Deus", vemos uma motocicleta. "Humano" mostra um ser disforme adaptado para acidentes de carro. Mais perguntas: a ordem de clicks e meu histórico influi no que vejo? Até quando aquelas imagens se desprendem dos significados e deixam o painel?

A cada dia, novos paineis imagéticos surgem, demonstrando como o imaginário coletivo muda, toma forma, sofre influências e entende alguns dos termos mais importantes que conhecemos.

np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
LiveHerring'08
mock_googlart.png
ARQUIVO ARTE E TECNOLOGIA / NARRATIVAS INTERATIVAS

Ficção ergódica: narrativas ativadas por marcadores 

Duas narrativas literárias contadas a partir de "tags". Parte do Rhizome Artbase (Nova York) e comentadas na Folha de S. Paulo como pioneiras no estilo de literatura ergódica.

Incluído no acervo do Rhizome Artbase, NY
Publicado na Folha de S. Paulo
rhizome-logo.png
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
np_laurel-wreath_2289070_000000_edited.p
jstor-logo@2x.png

Se você é um designer em início de carreira precisando de aconselhamento ou parte de um negócio afetado pela crise, me escreva.